Home Últimas Notícias Sabrina Percario deixa sua marca registrada em Hollywood com o curta “Julia”

Sabrina Percario deixa sua marca registrada em Hollywood com o curta “Julia”

Sabrina Percario deixa sua marca registrada em Hollywood com o curta “Julia”

Perda, dor, dúvidas, e a oportunidade de começar novamente. Conheça a atriz que transformou a dor da perda de sua mãe em uma eterna homenagem

LOS ANGELES, CA (BDCi) —  A recém chegada atriz Sabrina Percario, deixou para traz uma vida estabilizada em São Paulo para perseguir um de seus sonhos.  Percario atualmente adotou L.A. como seu  lar e vive o que carinhosamente chamamos aqui de “California Dreaming”. A atriz sentou para conversar com o BDCi News e contar um pouco dessa trajetória inspiradora.

Sabrina achou na dor a inspiração para fazer seu primeiro filme.  O curta-metragem Julia produzido por Lucas Paz em 2016, dirigido por Daniele Joi conta a história de uma filha em luto após a morte de sua mãe, causado por um ataque cardíaco. A atriz dá vida à personagem Sarah, que se encontra perdida, questionando a si mesma quanto a seguir ou não com seus planos de se mudar para Los Angeles. O curta é baseado em histórias reais de momentos passados por ela.

“Eu queria fazer uma homenagem a minha mãe, Olga ‘Julia’ Gomes Percario. Ela sempre acreditou em mim, e fazer este filme foi a maneira que encontrei de mostrar o quanto sou grata por tudo que ela me ensinou em vida.”

Exclusiva com Sabrina Percario

BDCi News: Sabrina, o filme foi fruto de uma dor, de uma perda. É uma lição de como lidar com o luto.  Como foi transformar esse sentimento em arte?

Sabrina: Para mim, foi realmente difícil deixar minha casa e família no Brasil, me mudar para outro país e viver em Los Angeles … sozinha. O que eu quero dizer com este filme é: é importante viver o luto e aceitar a morte, mas uma vez que você fez isso, você está livre para viver sua vida e seguir seus sonhos “.

BDCi News: Durante as gravações, as memórias de sua mãe vieram à tona em algum momento. Como você lidou com essa situação?

Sabrina: Sim, várias vezes.  Eu deixei a personagem sentir a minha dor.  Durante uma das cenas eu achei que a Bella Silverstein e eu não estávamos nos entendendo, e foi quando a ficha caiu. Estava esperando que a Bella reagisse como minha mãe. Eu estava a flor da pela, e acabei tirando vantagem da situação e canalizando toda a dor para expor a emoção pura que pode ser vista em “Julia”.

BDCi News: E os planos para o futuro?

Sabrina: Já estamos trabalhando em longa-metragem, que é inspirado neste curta.  O título provisório é: “Julia – Minha Mãe Judia Americana-Brasileira”.  Estou escrevendo juntamente com Bella Silverstein, a atriz que interpretou minha mãe no filme e que também perdeu a sua própria mãe no mesmo período. A minha ideia é homenageá-las, fazendo de ambas, experiências de vida.

Filme Julia - Sabrina Percario
Foto: Acervo pessoal

“Como artista, eu quero compartilhar meu ponto de vista sobre como lidar com a perda. Foi muito difícil aceitar que ela realmente não estava lá. Mas quando eu aceitei que ela realmente se foi, eu comecei a entender mais sobre a vida e como ela queria que eu seguisse e vivesse os meus sonhos.” Sabrina Percario

Sabrina Percario é formada em biomedicina com especialização em Medicina Tradicional Chinesa. Ela exerceu a profissão por 1o anos, mas sentia que faltava algo. Decidiu estudar teatro, fez mestrado em atuação para cinema na N.Y.F.A. (New York Film Academy), em Los Angeles, 2016. Ela também estudou interpretação para cinema no The Barrow Group, em Nova York ,  e trabalhou como professora assistente na Casa do Teatro em São Paulo.

Após um divórcio e a perda de sua mãe (falecida há dois anos), a atriz resolveu embarcar em uma nova jornada, a qual ela diz estar se sentindo ainda mais realizada. A trajetória não foi fácil, cheia de altos e baixos, de dificuldades, porém hoje ela se diz ser outra. “Em L.A. nasceu uma nova Sabrina”.

Confira o trailer de “Julia”

“Julia” Trailer

 

“Julia” foi indicado até agora em seis festivais, e ganhou três prêmios, incluindo melhor atriz protagonista no United International Fillm Festival, EUA, 2016; Menção do Júri no Los Angeles Independent Film Festival Awards, EUA, 2015 e Melhor Drama Curta-metragem, São Paulo Times Film Festival, Brasil, 2016.

 

 

 

Leave a Reply