Milhares de californianos compraram armas desde a chegada da pandemia

Estudo aponta que californianos ficaram preocupados com libertação de presos e com receio de um colapso do governo. 

Los Angeles, CA (BDCi) — Cerca de 100 mil californianos compraram uma ou novas armas nos primeiros cinco meses da pandemia de Covid-19, diz um estudo da UC Davis. Segundo a pesquisa, a disparada nas vendas de armas seria o medo que muitas pessoas têm de que a pandemia de coronavírus possa levar a distúrbios civis no país, como repressões do governo e a desintegração social que poderia ser desencadeada pela emergência de saúde pública.

De acordo com os pesquisadores, 57% das compras foram para pessoas que já possuíam pelo menos uma arma. Mas com 43% das vendas indo para pessoas que não possuíam armas de fogo anteriormente, a pandemia ajudou a estimular a criação de cerca de 47 mil novas famílias com armas de fogo no estado. Muitos desses são lares que incluem crianças, adolescentes e outras pessoas em risco.

Questionados sobre quais preocupações foram levadas em consideração em suas compras, a maioria dos californianos disseram estar preocupados com a ilegalidade, e uma outra parte se mostrou preocupada com a libertação de prisioneiros em decorrência de surtos de coronavírus atrás das grades. 

Os resultados da pesquisa também mostraram um quadro preocupante do estado e de seus residentes. Entre os entrevistados, 13,3% disseram conhecer alguém que poderia se machucar fisicamente de propósito, e 7,5% dos entrevistados disseram que a pessoa em quem estavam se referindo sofreu uma perda relacionada à pandemia.

Traçar uma ligação entre armas de fogo e uma pandemia pode parecer um exagero. Mas os pesquisadores da UC Davis deixam claro que, no contexto de uma emergência nacional, cada tendência observada – um aumento no número de armas em circulação, o estabelecimento de novas famílias com proprietários de armas e o relaxamento das práticas de armazenamento seguro de muitas famílias – é provável que aumente o risco de acidentes com armas de fogo, suicídios e violência. 

Início da pandemia

Em março, o pânico gerado pela pandemia do coronavírus levou muitos americanos a formarem filas em lojas para comprar armas. Em alguns casos, as filas chegaram às calçadas.

Califórnia, Nova York e Washington, os estados mais atingidos pela Covid-19 logo quando o vírus estourou no mundo, tiveram uma disparada na venda de armas naquele mês. Muitos clientes citaram à época que o motivo era a “proteção da família” no caso de saques durante a pandemia.

Siga-nos no Facebook Instagram para fotos exclusivas da Califórnia!

E marque suas fotos com #vocênacalifa e #cliqueinacalifa para ter a chance de ver sua foto publicada no Instagram da BDCiTV!

Leave a Reply