7 dicas para sobreviver a um terremoto

Esperamos que não precisem destas dicas porém ultimamente tudo é possível

LOS ANGELES, CA (BDCi) — Depois da terra tremer nesta última quarta-feira (19), e como o tão falado e esperado “Big One” vive em nossas sombras. Nossa equipe do BDCi News resolveu publicar algumas precauções para lidar com essa situação. 

Se você estiver visitando ou morando no estado da Califórnia vale apena conferir essas dicas. Apesar de ser uma das regiões mais belas de se viver, o estado fica em das áreas mais perigosa chamada “Cinturão de Fogo”, que compreende todos os países que beiram o oceano Pacífico, como a costa oeste dos Estados Unidos e o Japão.

A população local já é treinada desde pequenos para emergências em simulações de terremotos – iguais às que são feitas no Brasil para prevenção de incêndios. Elas ensinam a agir rápido quando você perceber que o balanço das paredes não foi obra de um simples porre da noite anterior.

Um dos pontos mais seguros é sob os batentes das portas. Em torno deles sempre existem vigas e pilares de concreto, estruturas mais difíceis de serem destruídas. Estando muito distante de algum batente, outra opção é sentar bem encostado a uma parede.

Sobrevivendo um terremoto:

  1. PREPARATIVOS:

Tenha um plano de emergência para como contactar a família.

Saiba onde desligar o gás e a eletricidade.

Mantenha uma lanterna sempre a alcance.

Guarde produtos tóxicos e inflamáveis em lugar seguro.

Mantenha todos os seus documentos em um cofre se possível.

E o mais importante: tenha um kit de emergência ao alcance em casa, no carro e no trabalho.

  1. DURANTE

Antes de mais nada mantenha a calma.

Em casa : procure se proteger embaixo de portais ou em baixo de uma mesa sólida que absorva impacto.

Na rua: evite ficar perto de muros, postes de luz e árvores .

No carro: pare onde considere seguro e desligue o motor.

Procure por informação no rádio ou tv para se informar da situação.

  1. DEPOIS

Fica atento para  os chamados aftershock, que ocorrem logo depois do terremoto e faça um rápido balanço para as próximas medidas a serem tomadas.

  1. SOB OS ESCOMBROS

Se você ficou preso sob os escombros de alguma construção, aguarde um pouco antes de começar a gritar ou fazer barulho para chamar a atenção das equipes de resgate. Os salvamentos acontecem, em geral, só uma hora após o tremor. Por isso, preserve o fôlego (principalmente se estiver muito ferido) e conserve o ar que existe ao seu redor

  1. SAÍDA DE EMERGÊNCIA

Dentro de um prédio, após o abalo passar, verifique se seus companheiros estão bem e dê início à evacuação do lugar. Todos devem caminhar junto às paredes, em fila indiana, com calma e prestando atenção aos objetos soltos e a eventuais buracos no piso

  1. FIQUE ANTENADO

Quando chegar a um lugar seguro, procure notícias no rádio para saber se os tremores cessaram ou se há previsões de novos abalos. Após essas catástrofes, as emissoras transmitem orientações sobre as próximas providências a tomar. Só profissionais de órgãos como Corpo de Bombeiros e Defesa Civil é que devem iniciar a busca por desaparecidos.

  1. TÁBUA DE SALVAÇÃO

Caso você esteja num ambiente fechado quando o abalo começar, esconda-se debaixo de um móvel robusto, como uma mesa ou uma cama. Esses móveis ajudam a diminuir os riscos de que lustres, objetos soltos, quadros pendurados e até pedaços do teto caiam sobre você.

MELHOR PREVENIR…

Se você for passar um bom tempo em uma região com alto risco de tremores, o ideal é fazer como os angelinos e montar um kit próprio de emergência. Ele deve ficar em um local acessível e conter rádio, lanterna, estojo de primeiros socorros, água potável, cobertor, comida enlatada e abridor. 

Ao primeiro sinal de abalo, pegue seu kit e mantenha-se calmo! Lembre-se de adicionar máscaras protetoras e luvas extras devido o atual estado de alerta com o novo coronavírus.

Fique conectado com a BDCi para dicas sobre o lifestyle da Califa e muito mais.

Aproveite e siga-nos em nossas redes sociais Instagram e Facebook.

Leave a Reply