Previsão de turbulência ameaça o processo de votação durante a Eleição Presidencial americana

Previsão de turbulência ameaça o processo de votação durante a Eleição Presidencial americana

Faltam alguns dias para a eleição presidencial americana, porém, para milhões de americanos, esse processo já está em andamento.

Los Angeles, CA (BDCi) — Mais de 4 milhões de eleitores já votaram antecipadamente, ausentes e pelo correio, e se a tendência dos ciclos de eleições presidenciais continuar, o número de pessoas que votam de maneira não tradicional pode chegar a 50 milhões quando todos os votos forem contados.

Aqui nos Estados Unidos é comum votar por correio, uma prática que já existe desde 1864 durante a eleição presidencial americana.

Porém, devido esta pandemia, as coisas mudaram e, de acordo com as últimas pesquisas, cerca de 80 % dos americanos usaram esse método nessas eleições.

Riscos

Pesquisa realizada pelo Instituto YouGov revelou que 80% dos eleitores interessados a votar pelo correio têm Biden como candidato, isso significa que o partido democrata terá muito mais a perder se algo sair errado com a votação por correio.

Esse método exige que a assinatura do eleitor e da testemunha no envelope em que o voto estará depositado seja perfeitamente condizente com os registros oficiais.

Os envelopes devem chegar fechados e lacrados no momento da contagem, votos que desobedecerem os critérios serão imediatamente descartados, mesmo que as assinaturas sejam válidas e o envelope do voto em si não tenha sido violado.

Funcionários eleitorais tentam montar dois tipos de eleição ao mesmo tempo: primeiro, para uma grande quantidade de votos por correio. E segundo, uma votação presencial expressiva e em condições seguras dada a pandemia.

Atraso nos resultados

O ano de 2020 com certeza é um dos mais desafiadores que a humanidade já passou, e para os americanos, durante essa eleição, eles podem reviver o cenário de vinte anos atrás quando a Suprema Corte teve de arbitrar uma disputa de recontagem de votos entre o democrata Al Gore e o republicano George W. Bush na Flórida.

Essa é só uma das possibilidades de atraso. A outra é o fato de que estados como Oregon e a Califórnia, os quais são conhecidos pelo voto por correio, vão desacelerar ainda mais o processo.

Oregon começa a contar essas cédulas antes mesmo do fechamento das urnas, e apresenta os resultados minutos após o fim da votação. A Califórnia permite que os votos cheguem até cinco dias após o término do pleito, o que pode atrasar a contagem de um número relevante de votos.

Mais de 1 milhão de californianos já devolveram suas cédulas pelo correio, de acordo com o estado, uma quantia que marca o maior número de cédulas coletadas pelo correio neste momento em qualquer eleição estadual.

Quase metade das cédulas enviadas pelo correio vem do condado de Los Angeles, onde mais de 435.000 eleitores já responderam, de acordo com o cartório de registros do Condado de L.A.

 

Siga-nos no Facebook Instagram para fotos exclusivas da Califórnia!

E marque suas fotos com #vocênacalifa e #cliqueinacalifa para ter a chance de ver sua foto publicada no Instagram da BDCiTV!

Leave a Reply