Óculos de realidade virtual da Apple.

Apple lança óculos ‘Vision Pro’ VR de US$3.500

Apple lança óculos VR de US$ 3.500

LOS ANGELES, CA (BDCi News) — A Apple revelou na segunda-feira um fone de ouvido que colocará seus usuários entre o mundo virtual e real, ao mesmo tempo em que testa a capacidade do criador de tendências de tecnologia de popularizar novos dispositivos depois que outros falharam em capturar a imaginação do público.

Depois de anos de especulação, o CEO da Apple, Tim Cook, saudou a chegada dos óculos elegantes – apelidados de “Vision Pro” – na conferência anual de desenvolvedores da empresa realizada em um campus semelhante a um parque em Cupertino, Califórnia, que o falecido cofundador da Apple, Steve Jobs, ajudou projeto.

“Isso marca o início de uma jornada que trará uma nova dimensão à poderosa tecnologia pessoal”, disse Cook à multidão.

Embora os executivos da Apple tenham fornecido uma ampla prévia dos recursos do fone de ouvido durante a meia hora final do evento de segunda-feira, os consumidores terão que esperar antes de colocar as mãos no dispositivo e se preparar para pagar um preço alto. O Vision Pro será vendido por US$ 3.500 assim que for lançado nas lojas no início do ano que vem.

O fone de ouvido pode se tornar outro marco na tradição da Apple de lançar tecnologia revolucionária, embora a empresa nem sempre tenha sido a primeira a tentar fabricar um dispositivo específico.

A linhagem de avanços da Apple remonta a um Jobs de gravata borboleta vendendo o primeiro Mac em 1984 – uma tradição que continuou com o iPod em 2001, o iPhone em 2007, o iPad em 2010, o Apple Watch em 2014 e seus AirPods em 2016.

A empresa enfatizou que se baseou em suas últimas décadas de design de produto durante os anos em que trabalhou no Vision Pro, que a Apple disse envolver mais de 5.000 patentes diferentes. Os óculos serão equipados com 12 câmeras, seis microfones e vários sensores que permitirão aos usuários controlá-los e vários aplicativos apenas com os olhos e as mãos. A Apple também desenvolveu uma tecnologia para criar uma versão digital tridimensional de cada usuário para exibir durante a videoconferência.

Se o novo dispositivo se tornar um produto de nicho, deixaria a Apple no mesmo dilema de outras grandes empresas de tecnologia e startups que tentaram vender fones de ouvido ou óculos equipados com tecnologia que empurra as pessoas para mundos artificiais ou projeta imagens digitais com cenários. e coisas que estão realmente na frente deles – um formato conhecido como “realidade aumentada”.

O fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, tem descrito essas realidades tridimensionais alternativas como o “metaverso”. É um conceito nerd que ele tentou levar ao mainstream mudando o nome de sua empresa de rede social para Meta Platforms em 2021 e, em seguida, despejando bilhões de dólares para melhorar a tecnologia virtual.

Mas o metaverso continua sendo em grande parte uma cidade fantasma digital, embora o fone de ouvido de realidade virtual da Meta, o Quest, continue sendo o dispositivo mais vendido em uma categoria que até agora atraiu principalmente jogadores de videogame em busca de experiências ainda mais imersivas.

Leave a Reply

Your email address will not be published.