Freio de emergência: a situação da Califórnia na pandemia

O governador e autoridades estaduais de saúde anunciaram medidas de emergência para diminuir o impacto da pandemia

Los Angeles, CA (BDCi) — No domingo, 15 de novembro, os Estados Unidos chegaram a 11 milhões de casos de covid-19 confirmados. Por isso, o governador da Califórnia, Gavin Newsom, declarou em um comunicado oficial a necessidade de “puxar um freio de emergência” para travar a transmissão viral. As principais recomendações são para que os californianos cumpram o isolamento social e, caso seja muito necessário sair de casa, que usem máscara.

A princípio, a taxa de contaminação do estado é mais rápida do que em julho, durante a primeira onda da doença. Dessa forma, as medidas de emergência implementadas pelo governador visam a retardar a disseminação da Covid-19. Além disso, os órgãos de saúde pública estadual alertam para uma possível superlotação dos hospitais da Califórnia, fato que só pode ser evitado caso haja um controle rígido das medidas de segurança. A medida de emergência, portanto, proíbe a abertura de restaurantes com ambientes fechados e de parques temáticos, exige que estabelecimentos façam controle de aglomeração e torna obrigatório o uso de máscara no exterior das casas.

O Secretário de Saúde e Serviços Humanos da Califórnia, Dr. Mark Ghaly, declarou em comunicado oficial que os dados sobre Coronavírus no estado são muito preocupantes, afinal, os Estados Unidos passam por uma onda de contaminação. Para o secretário, cada dia em que se toma uma decisão correta em relação à doença é válido e essencial. Ainda no comunicado, Ghaly declara:

“As decisões pessoais são críticas e estou implorando a todos os californianos que fiquem em casa se puderem, usem uma máscara sempre que saírem de casa, limitem aglomerações, pratiquem o distanciamento físico e lavem as mãos.”

Para o governador Newson, caso a população não cumpra as restrições, o sistema de saúde pode entrar em colapso e produzir resultados catastróficos. No anúncio oficial, deixou claro:

“É por isso que estamos puxando um freio de emergência no Projeto para uma Economia Mais Segura. Agora é a hora de fazer tudo o que pudermos – governo em todos os níveis e californianos em todo o estado – para achatar a curva novamente, como fizemos antes. ”

Contudo, a população não será a única responsável por impedir que o vírus se espalhe.

A Califórnia desenvolveu uma capacidade adicional de testes para aumentar a velocidade de identificação de contaminados. Isso foi possível com a inauguração de um novo laboratório em Valência que já processa milhares de testes por dia. A média de testes no estado é de 164.345 exames nos últimos sete dias.

De acordo com as informações do comunicado oficial do governador, durante o período de ação, 28 condados voltam para o nível roxo, o mais grave de todos. Além deles, outros nove também mudam de nível e passam para o vermelho, que apresenta risco substancial. Calaveras e Serra foram os únicos a passarem para o nível laranja, o moderado.

A Califórnia atualizará as medidas de emergência conforme o comportamento do vírus. Enquanto isso, as orientações indicam que os moradores devem permanecer em casa e evitar aglomerações. É imprescindível o uso da máscara.

Leave a Reply