Após onda de incêndios, Califórnia lança programa gratuito de limpeza

O programa cobre todo o estado, que sofreu consequências catastróficas com os incêndios

Los Angeles, CA (BDCi) — A temporada de incêndios em 2020 foi avassaladora e deixou muitas marcas na Califórnia. Ao todo, foram mais de 9.000 incêndios e mais de 4 milhões de acres queimados num curto período de tempo. Além disso, milhares de pessoas ficaram desabrigadas e dezenas delas morreram. Por isso, a Califórnia garantirá apoio àqueles que sobreviveram.

Encarregado pelo Gabinete de Serviços de Emergência do Governador da Califórnia (Cal OES), o Departamento de Reciclagem e Recuperação de Recursos da Califórnia (CalRecycle) é o responsável pelo Programa de Remoção de Detritos Consolidado. A medida de emergência será implementada em todo o território californiano e terá apoio dos governos locais para remover os entulhos resultantes dos incêndios.

Como funciona o programa

A princípio, o programa terá duas fases. Na fase um, que já está em andamento, cada condado se junta ao Departamento de Controle de Substâncias Tóxicas (DTSC) do Estado da Califórnia e seus contratados. As equipes fazem a inspeção de propriedades e removem qualquer lixo doméstico perigoso que possa representar uma ameaça à saúde humana, aos animais e ao meio ambiente. A exemplo disso, tem-se baterias e revestimento de amianto. Esta fase é obrigatória nas declarações de emergência locais. Chris McSwain, Oficial de Informação Pública da CalRecycle, informou:

“Todas essas coisas são tóxicas e precisam ser removidas; não queremos que caia na bacia hidrográfica ou nos leitos dos riachos e prejudique o meio ambiente ”.

A partir da segunda fase, CalOES e funcionários locais trabalharão em conjunto com CalRecycle para executar contratos e conduzir a remoção de entulhos relacionados aos incêmdios das propriedade sem nenhum custo direto para os proprietários. O programa cobre o teste e a remoção do amianto, avaliações e documentação do local, remoção de todos os detritos queimados e solo contaminado. Além disso, também será responsável pelo monitoramento do ar e controle de poeira, amostragem e raspagem do solo, instalação de controle de erosão e inspeção final. Para ter acesso a esse auxílio, os proprietários devem assinar e devolver os formulários de direito de entrada aos governos locais. O prazo é até terça-feira, 15 de dezembro de 2020.

Sobre os custos

Todos os custos iniciais serão pagos por agências estaduais e federais. Entretanto, se as propriedades têm seguro que cubra remoção de entulhos, os proprietários devem informar as autoridades locais. Isso deve acontecer para evitar a duplicação de benefícios. Também, proprietários podem optar por utilizar pagamentos de indenização de seguro para trabalhos de remoção que estejam fora do escopo do programa administrado pelo estado, como a remoção de piscinas e calçadas, por exemplo. O ideal é entrar em contato com seguradora para obter detalhes.

Para McSwain, essa ajuda do governo não beneficia apenas os proprietários de imóveis:

“As comunidades precisam ser reconstruídas; eles são a base de como vivemos. ”

Leave a Reply